“Rua do Respeito” leva pessoas em situação de rua para assistir à partida do Galo, no Independência

10 de fevereiro de 2016

Em continuidade ao “Rua do Respeito” – projeto conduzido pela parceria entre Servas, Ministério Público de Minas Gerais e Tribunal de Justiça de Minas Gerais, que trabalha pela inclusão social de Pessoas em Situação de Rua (PSR) do estado – serão levadas 100 pessoas em situação de rua para assistir à partida da segunda rodada do Campeonato Mineiro entre Atlético e Caldense, nesta quarta-feira (10), às 21h45, na Arena Independência.

A primeira ação pública do projeto em 2016 conta com o apoio do Clube Atlético Mineiro para levar ao estádio pessoas em situação de rua cadastradas no Albergue Municipal Tia Branca, no bairro Floresta, em Belo Horizonte. Uma equipe do Servas, representantes do movimento PSR e monitores do albergue também estarão presentes.

Na vertente de combate ao preconceito e luta pela inclusão social, a importância desse tipo de ação está contida na fala do Ilmo. Sr. Dr. Sérgio Henrique C. C. Fernandes, Juiz de Direito do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, sobre o assunto:

“É difícil a percepção de que, para as pessoas em situação de rua, o restabelecimento de laços passa pelo acolhimento. A pessoa apartada da sociedade vai se esconder nas suas sombras, na marginalização que pode se transformar em marginalidade. Daí a necessidade de atos como o do Atlético, pois a autoestima da pessoa em situação de rua aumentará a perspectiva de que ela pode voltar ou pela primeira vez entrar naquela sociedade que o rejeita, o que permite o despertar da vontade de se desenvolver como pessoa e como cidadão. É simbólico ver um campo de futebol quando até então só se imaginava o que acontecia dentro daqueles muros”, defendeu o juiz.

 

Serviço:

Projeto Rua do Respeito leva pessoas em situação de rua à partida Atlético x Caldense:

Data: 10/02/2016, às 21h45

Local: Arena Independência – Rua Pitangui, 3230, Horto, Belo Horizonte