Araujo e Servas reforçam Chá de Fraldas

24 de julho de 2017

O Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), em parceria com a Drogaria Araujo, reforça a campanha Chá de Fraldas de arrecadação de artigos de necessidade básica para atender a grande demanda de creches, maternidades e abrigos institucionais. A campanha foi pensada para auxiliar crianças de 0 a 6 anos que são encaminhadas a abrigos da capital e do interior e vivem em situação de extrema vulnerabilidade. E está disponível no site da Araújo.

A iniciativa pretende arrecadar, até o fim do ano, produtos infantis de necessidades básicas como fraldas, mamadeiras, sabonetes, pomadas e suplemento alimentar por exemplo, que possam atender as demandas dos municípios com piores IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do estado. Atualmente, essas cidades estão concentradas nos territórios Norte, Mucuri e Jequitinhonha. Os abrigos encontram-se em dificuldades financeiras e não têm recursos suficientes adquirir esses produtos.

Campanha

Para participar do Chá de Fraldas, basta entrar no site da Drogaria Araujo através do link araujo.com.br/list/chadefraldasdoservas e acessar a lista de produtos que fazem parte da campanha. A lista é similar a dos chás de bebê convencionais, porém reduzida a itens básicos. Todas as doações serão distribuídas em creches, pastorais, maternidades e outras instituições de assistência a crianças em situação de vulnerabilidade social em Belo Horizonte, região metropolitana e interior de Minas Gerais. A campanha já fez uma primeira entrega para os municípios de Araçuaí, Almenara e a Pastoral de Simonésia.

Servas

O Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) é uma associação civil sem fins lucrativos, criada pelo Governo de Minas Gerais há 65 anos. Trabalha em parceria com o poder público, setor privado e sociedade civil para realizar programas, projetos sociais, ambientais e culturais, além de ações de curto e médio prazo, que intensificam as transformações nas regiões de Minas com IDH mais baixo. Na área de assistência social, atua na captação e distribuição de doações, prestação de serviços sociais e assistenciais para promover a saúde, proteção aos idosos, crianças, adolescentes, pessoas em vulnerabilidade social e no combate à fome.

Drogaria Araujo

Nos 111 anos de existência, a preocupação com o papel social é constante na história da empresa. Em 1918, a drogaria distribuiu gratuitamente remédio na epidemia da Gripe Espanhola e em 1920 vendeu um remédio que estava em falta no mercado, para a Sífilis – uma das mais graves enfermidades no início do século XX. O compromisso social da Drogaria Araujo se estende a toda comunidade, por meio de ações que promovem bem-estar, educação, lazer, saúde e preservação do patrimônio histórico e cultural.