Servas e Defensoria Pública oficializam parceria

08 de novembro de 2017

O Servas ganhou um importante reforço para o desenvolvimento de projetos em todo o estado de Minas Gerais. A presidente Carolina Pimentel, recebeu, nesta quarta-feira (8 de novembro), a defensora pública geral do estado, Christiane Procópio, para formalizar o termo de cooperação técnica entre a instituição e a Defensoria Pública.

A primeira ação conjunta será direcionada à população de Janaúba, que ainda sofre com as consequências da tragédia na creche Gente Inocente. Há um mês, o vigia noturno Damião Soares dos Santos invadiu a creche, ateou fogo em funcionários, alunos e no próprio corpo. No momento do ataque, havia 75 crianças e 17 funcionários na escola. Doze pessoas morreram, sendo nove crianças, a professora Heley Abreu Batista, a auxiliar Geni Martins e o próprio Damião.

O Servas, que atuou desde o primeiro momento no auxílio aos familiares das vítimas, retornou à cidade na última terça-feira para entregar doações de fraldas descartáveis. Anteriormente, doou cinco toneladas de donativos arrecadados durante campanha direcionada para os atingidos.

Agora, a instituição vai promover uma festa de natal em dezembro para os familiares das vítimas. “Faço questão de estar presente neste momento”, afirmou a defensora Christiane Procópio, destacando a importância do trabalho regionalizado desenvolvido pela atual gestão do Servas. “Esse é o diferencial dessa gestão, atender as pessoas que vivem nessas regiões mais pobres. São elas quem mais precisam.”

Na ocasião, Carolina Pimentel apresentou todos os projetos que são desenvolvidos pelo Servas à defensora. Aproveitou também para convidá-la a fazer parte da comissão de avaliação das resenhas que são produzidas pelas pessoas privadas de liberdade no Rodas de Leitura, projeto que concorre ao Prêmio Innovare. O convite foi prontamente aceito.

Segundo Carolina Pimentel, a união de forças de todos os setores da sociedade será importante diante do cenário reservado para 2018. Para o ano que vem, o governo federal reduziu os investimentos na área social em 95%.

Também participaram da reunião a assessora e defensora pública Tifanie Avellar Carvalho, o diretor Executivo do Servas Arthur Maia, o diretor jurídico Acácio Wilde e a assessora jurídica da instituição Débora Leoni.